domingo, 14 de agosto de 2011

14º Dia do Jejum de Daniel

Não é digno de Mim...
A consciência pura da fé não permite que nada,
absolutamente nada, coloque em risco a salvação eterna da alma.
Paixões emocionais, isto é, apelos do coração em relação aos entes mais queridos, como filhos, mãe, pai, marido, esposa, noivo, noiva, reputação, bens patrimoniais, enfim, até mesmo a própria vida, não podem interferir no bom relacionamento com o Senhor Jesus Cristo.
“Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a Mim
não é digno de Mim;quem ama seu filho ou sua filha mais do que a Mim
não é digno de Mim;e quem não toma a sua cruz e vem após Mim
não é digno de Mim.”Mateus 10.37-38

Qualquer sacrifício, por maior que seja, é insignificante quando se trata da salvação eterna da alma.
Ele não considerou nem mesmo a própria posição Divina para assumir a condição de Maldição na Cruz, a fim de salvar os que creem.
Quer dizer, Ele colocou TODA SUA FORÇA,
HONRA E GLÓRIA para nos salvar.
Não mediu sacrifício para isso.
Como aceitará que fiquemos jogando ou brincando com a salvação da alma?
Neste momento, o Espírito Santo faz você entender isto, ao ler o seguinte texto:
“E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo.”Apocalipse 20.15
video

Por Bispo Macedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário